Cuidados Bebê

Chegou a hora da Introdução Alimentar do meu bebê e, agora? Muito além da colher e\ou das mãos.

A Introdução alimentar é uma  fase dos bebês muito aguardada pela sua família, muitas vezes aguardada com certa ansiedade pelas mamães. “Será que meu bebê irá comer bem? Será que ele está comendo bem? Será que eu estou fazendo certo? Será que está sendo suficiente?” Essas e outras perguntas surgem na cabeça das mamães, afinal não queremos “errar” com nossos filhos, queremos sempre que eles tenham saúde e melhores condições de desenvolvimento do que nós tivemos. Não é mesmo? E, não tem mais nada desesperador para uma família do que a criança não comer. Alguém discorda?

O que devemos saber é que a introdução alimentar também é uma fase de aprendizagem para o bebê e para a família, ele vai aprender que existem outros alimentos além do leite materno ou fórmula infantil, irá aprender a mastigar… Os bebês nascem com o reflexo de sucção e o de mastigação? esse é aprendido, a família deve ensinar mais esse ‘passo”: a mastigação, desde o primeiro dia que for oferecer os alimentos sólidos para o bebê. Os bebês aprendem por imitação, então o bom  seria se as mamães na hora de oferecer os primeiros alimentos sentassem na frente dos seus bebês colocassem o alimento na boca e mastigassem para eles verem e tentarem imitar, em um ambiente tranquilo, aconchegante, sem estímulos de TV, músicas, criando o momento da refeição com interação e leveza para o bebê e para a família. Lembre-se seu bebê é único e, a sua família e os hábitos dela também!

Iniciar oferecendo os alimentos com a  colher ou com as mãos? O que for mais confortável para o bebê e para a família, muitas vezes a família escolhe oferecer com o alimento com a colher, mas o bebê decide que quer com as mãos, neste momento tentar criar um ambiente de boa relação e de boas sensações com o alimento é importante. Lembre-se de iniciar esse processo e essa nova fase, para estreitar relações com o  seu bebê, mostrando segurança e tranquilidade,  mostrando que o alimento nutre o corpo e a alma, que é um momento prazeroso e não de tensão ou de expectativas, desse jeito essa fase fluirá mais naturalmente. A introdução alimentar deve ser gradativa e respeitosa, paciência e persistência devem ser as palavrinhas dessa nova fase e sobretudo: amor e carinho que eu sei que vocês têm de sobra.

Três dicas importantes para a Introdução Alimentar do seu bebê:

Nem sempre o seu bebê gostará do alimento na primeira vez: As caretinhas farão parte desse processo, não desista de oferecer o alimento se ele não gostou ou queira oferecer somente os alimentos que “acha que ele gostou”. Lembre-se que estamos na fase de formação do paladar e a quanto maior a exposição, maior a chance dele aceitar o alimento. Comidinha fora da boca não significa que ele recusou.

Qualidade é melhor que quantidade, os bebês têm estômago pequeno e o sistema digestivo ainda está em formação, não crie expectativas que ele comerá uma quantidade grande no inicio da introdução alimentar, dessa forma você diminuirá a ansiedade.

Evite o uso de distrações: Essa é uma das principais armadilhas e vocês poderão ficar “reféns” dela durante um longo tempo, podendo prejudicar a boa relação da criança com a comida! É importante respeitar os limites de fome e saciedade dos bebês.

Comments are closed.

0 %